Como fazer minha empresa aparecer no Google

 

Receba artigos sobre futuro semanalmente em sua caixa de entrada!

×

Você já pensou na quantidade absurda de sites de empresas que existem na internet hoje? E como o seu cliente vai te encontrar em meio a essa quantidade enorme de sites? A resposta para essas dúvidas é conseguir estar bem posicionado em resultados de buscas no Google. Mais de 90% das buscas feitas no Brasil são feitas através do Google. Então, como fazer sua empresa aparecer no Google?

Jornada de compra do cliente

É muito importante elaborar personas que representem o público-alvo para pensar sob o ponto de vista dele. Se fosse você, no lugar dele, pensando como o cliente e não como o dono da empresa, quais as opções que ele teria para suprir a necessidade/solucionar o problema que ele tem? Devemos sempre lembrar que compramos algo para resolver uma necessidade ou solucionar um problema. Qual a necessidade ou problema que seu produto ou serviço resolve? Como o cliente procura pela solução dessa necessidade?

Esse processo de busca de soluções e compra é o que chamamos de jornada do cliente. Você já desenhou uma jornada de compra do cliente para seu negócio?

Essa jornada acima é um exemplo de jornada de cliente, muito bem explicada nesse artigo. Perceba como os pontos de contato foram bem mapeados. Cada empresa e persona diferente terá uma jornada de compra diferente da outra. Se o comportamento do cliente do seu tipo de negócio é “jogar no google” o primeiro passo do processo de compra, então é imperativo que sua marca apareça em uma das três primeiras páginas de busca do Google.

Como fazer com que sua marca apareça no Google

Existe um conjunto de técnicas para se posicionar conteúdo em resultados de busca: SEO, do termo em inglês Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca. Ao longo de 20 anos o Google criou um algoritmo de busca grande e complexo, com muitas variáveis, que busca informação na internet, avalia esse conteúdo e o posiciona nas páginas de uma busca feita por um usuário. O objetivo do Google é sempre oferecer a melhor informação para quem está buscando por ela. Portanto a chave de qualquer técnica de SEO é pensar como o cliente e oferecer o melhor conteúdo para a busca que ele está fazendo.

Como fazer otimização de busca da sua marca no Google

Uma vez que for desenhada a persona e a jornada de compra dos potenciais clientes do seu negócio, o próximo passo é criar uma boa lista de palavras-chave que o seus prospects tendem a procurar no Google. Existem ferramentas como Google Keyword Planner e Google Trends para auxiliar na busca por palavras-chave diferentes e para comparar termos de busca parecidos, para saber o que possui maior volume de busca.

A partir dessa lista é que qualquer conteúdo deve ser criado para a internet. Desde os textos para o site, aos conteúdos para mídias sociais, textos de blog, entre outras formas de presença digital que a marca pode possuir. Criar qualquer conteúdo, seja imagens, áudio, vídeo ou textos, que não tenham sido construídos a partir de uma lista de termos de busca é o mesmo que construir uma grande loja no meio do deserto. Não importa se seu site é lindo, se os textos que estão nele não contiverem as palavras-chave que seu usuário busca no Google, seu conteúdo não vai aparecer e ele não vai te encontrar. As pessoas já até inventaram um novo ditado popular: “Se não está no Google, não existe”.

A partir dessa lista é que qualquer conteúdo deve ser criado para a internet. Desde os textos para o site, aos conteúdos para mídias sociais, textos de blog, entre outras formas de presença digital que a marca pode possuir. Criar qualquer conteúdo, seja imagens, áudio, vídeo ou textos, que não tenham sido construídos a partir de uma lista de termos de busca é o mesmo que construir uma grande loja no meio do deserto. Não importa se seu site é lindo, se os textos que estão nele não contiverem as palavras-chave que seu usuário busca no Google, seu conteúdo não vai aparecer e ele não vai te encontrar. As pessoas já até inventaram um novo ditado popular: “Se não está no Google, não existe”.

Meu site precisa estar em primeiro lugar no Google?

Se possível, sim. Mas ninguém consegue te garantir esse tipo de resultado com técnicas de SEO. O próprio algoritmo não permite que sempre o mesmo resultado de busca apareça para todos os usuários, inclusive porque vários critérios de relevância dependem de quem faz a busca: da sua localização, do seu histórico de busca, dentre outras diversas variáveis. Assim sendo, idealmente sua marca deve aparecer na primeira página de busca, e melhor ainda se for um dos três primeiros resultados. A primeira posição de busca ganha 33% dos acessos, enquanto a terceira posição consegue menos de 10%. Segundo a mesma pesquisa, mais de 90% das pessoas não passa da primeira página de busca do Google.

Então busque melhorar o posicionamento do seu conteúdo (site, blog, vídeos no youtube, conteúdo em mídias sociais, etc.) mas não espere resultados garantidos e nem mesmo rápidos. Demora no mínimo seis meses para completar as tarefas iniciais de criação de conteúdo adequado ao Google. Além disso, você vai competir com outras marcas que também estão fazendo uma estratégia de conteúdo, portanto, podem demorar meses ou anos para conseguir um posicionamento nas três primeiras páginas do Google.

Formas de aparecer rápido na primeira página de busca do Google

Além do seu site, que deve ser o centro das suas ações na internet, você pode se posicionar bem no Google por presença em sites de terceiros, blogs, youtube (que é a segunda maior plataforma de busca do mundo), marketplaces, listas, entre outros conteúdos que você encontrar nas primeiras páginas de busca pelas principais palavras-chave do seu negócio. Além de aproveitar essas oportunidades para se posicionar mais rápido nas primeiras páginas, enquanto seu site e blog ganham ranqueamento, você pode usar anúncios de busca e display no Google: os famosos links patrocinados ou adwords.

Assim como você pode ser posicionar sem ter que pagar para o Google (posicionamento orgânico) você pode fazer anúncios (posicionamento pago) que aparecem nas primeiras posições, mesmo que seu conteúdo orgânico ainda não tenha posicionado organicamente. No caso do Google, anúncios (SEM) e posicionamento orgânico (SEO) são completamente separados, ou seja, o que você faz em um não afeta o outro, nem pra bem nem pra mal. Assim, invista em estratégia de conteúdo e presença digital, que é essencial, mas use anúncios se quiser aparecer mais rápido para o cliente, até que seu conteúdo orgânico esteja bem posicionado.

Dica extra: cadastre seu negócio no Google Meu Negócio, gratuitamente, e apareça rápido também em buscas pelo nome da sua marca.

Gostou das dicas sobre ranqueamento no Google? Se quiser aprender mais sobre marketing digital para pequenas empresas, aproveite o curso presencial em BH de Marketing Digital para Produtores Locais, aqui no GUAJA. Mais de 400 pessoas já passaram pelos cursos de Marketing Digital e de Mídias Sociais e ficaram super satisfeitos. Veja nos links acima o conteúdo, datas de realização e valores dos curso.

Autor
Sou graduada em Publicidade e Propaganda, tenho um MBA em Gestão Empreendedora em Marketing Digital e tenho mais de 14 anos de experiência. Meu negócio é o Ainda Que Tardia (aindaquetardia.com.br), uma escola de cursos pra aprender a ser livre. Atualmente tenho dois cursos acontecendo: Mídias Sociais (guaja.cc/cursos/midias) e Marketing Digital (guaja.cc/cursos/mktdigital), ambos voltados para o pequeno empreendedor. Sou professora de pós graduação na PUC Minas, na UNA e no UNIBH. Também faço cursos sob encomenda e sou palestrante.

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se
Você vai gostar

Aprenda lettering agora

Com apostila grátis! BAIXAR AGORA