Entrevistas Além do Rolê #6 – VAMO DE CARNAVAL?

 

Receba artigos sobre além do rolê semanalmente em sua caixa de entrada!

×

O ALÉM DO ROLÊ segue na luta, proporcionando a cada mês uma ótima oportunidade pra se discutir presencialmente questões que entendemos de grande relevância para a cena do entretenimento de Belo Horizonte! Em tempos de efervescência cultural na cidade, é hora de mais do que nunca refletir, dialogar e alinhar interesses para fomentar ainda mais os rolês que andam inundando nosso país BH! A cada papo, rolezeiros e agitadores culturais se encontram para trocar aquela ideia massa e entenderem melhor os anseios, interesses e contextos que acometem a vida social mineira, em seus vários e complexos aspectos. A cada encontro, uma verdadeira aula sobre o tema eleito e mais um tijolo alocado na construção de uma identidade cultural ainda mais sólida, firme e promissora!

Como você já deve saber, no último encontro falamos da festa popular que projetou BH como um dos principais polos turísticos em fevereiro/março! “CARNAVAL: PARA ONDE VAMOS?” foi o tema da vez e você pode conferir os principais pontos abordados por lá no belo texto elaborado pela nossa Stella Nardy, da equipe de comunicação do GUAJA!

Como de costume, ainda colhemos algumas palavras em vídeo dos nossos ilustres convidados, que sacavam muito de Carnaval! Além de um profundo apanhado histórico, eles trouxeram suas expectativas para a folia em 2019, além de nos darem a letra acerca das burocracias e dificuldades logísticas e operacionais enfrentadas pelo poder público. Saca só o que falaram Jordana Menezes (planejamento de eventos na BELOTUR), Mateus Jacob (Bloco Pula Catraca), Rafael Barros (Antropólogo e Bloco Filhos de Tchatha), Juhlia Santos (artivista cultural e Blocos Alô Abacaxi e Corte Devassa) e Paulo Vitor Ribeiro, vulgo PV (Bloco Seu Vizinho):





Aproveitando a oportunidade, convoco todos rolezeiros pro nosso próximo ALÉM DO ROLÊ #7! Será dia 26/11, na próxima segunda-feira, n’A CENTRAL. O tema da vez é “ARTE (D)E RUA” e discutiremos sobre a recente onda que retomou o valor da Street Art na capital e a revelou como verdadeiro instrumento expressão político-social e de ocupação urbana, ressignificando os espaços públicos. Juju Flores (CURA – Circuito Urbano de Arte), Binho Barreto (artista visual, ilustrador, pintor, muralista, professor e um dos idealizadores do Bazar Junta), Bernardo Biagioni (Instituto Amado), Ivan Neves e João Pedro Ilanes (Museu de Rua), Maria Silvia (Coletivo SAN.GRIA) e João Perdigão (historiador, jornalista e Co-editor d’A ZICA Zine).

Meu agradecimento de praxe à nossa incentivadora GoFree, plataforma de eventos que acredita, assim como a gente, na necessidade de fomento da cultura local!

Até a próxima!

Autor
Aquariano de nascença, curioso na essência, articulista por acaso, rolezeiro por paixão. Percebo que é no encontro da escrita com a rede que o rio se torna oceano, que nos identificamos, nos conectamos. O "estar" é o novo "ser", a quinta é a nova sexta, os clichês “propósito" e "empatia" fazem mais sentido que nunca. De que vale escrever se não for pra dividir? De que vale dividir se não for pra construir? Juntos. Vamos?

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se
Você vai gostar

procurando um serviço de impressão?

a Futura Express também está no GUAJA! Nossos novos parceiros oferecem entrega grátis todos os dias no GUAJA. conhecer a Futura Express