A importância do modelo de negócios

 

Receba artigos sobre negócios semanalmente em sua caixa de entrada!

×

Pense nas pessoas que gostam de assistir a um bom filme em casa, ou a sua série favorita, com conforto e praticidade. Enquanto a Blockbuster estava no negócio de aluguel de mídia, com o propósito de entregar um produto audiovisual para o usuário, em 24 horas e muitas cópias de um grande lançamento, a Netflix estava no negócio de entretenimento, com o propósito de fornecer a melhor experiência de consumo audiovisual para o cliente. Uma plataforma de streaming que se aprimora constantemente, desde recomendações personalizadas até a possibilidade de baixar o conteúdo para assistir offline no ônibus ou no metrô. O Netflix não matou a Blockbuster. A falta de um filme ou um episódio naquele dia, a exigência de se assistir durante um curto período, as cobranças de multas por atraso na devolução, sim.

Agora pense nas pessoas que precisam ir e vir, na hora que querem e precisam, com acesso rápido e conveniência. Pessoas que não podem esperar 20 a 30 minutos um carro chegar, que querem saber o valor da corrida antes de pegar o transporte, que preferem pagar com cartão de crédito automaticamente, que podem pagar um preço mais justo mesmo sendo um transporte individual, e ainda têm a liberdade de poderem dividir uma corrida. O Uber é uma empresa prestadora de serviços na área do transporte urbano privado, através de um aplicativo que permite a busca por motoristas baseada na localização, oferecendo um serviço semelhante ao táxi tradicional, conhecido popularmente como serviços de “carona remunerada”. O Uber não aterrorizou os táxis. O acesso limitado, o mal serviço e o controle das tarifas sim.

E ainda podemos pensar nas pessoas que gostam de viajar, ir a lugares diferentes e específicos, de acordo com as datas que preferem e tem disponíveis em suas agendas e não de acordo com as datas sem reservas nos hotéis. O Airbnb é a maior rede de hospedagem do mundo, tanto em número de quartos quanto em valor de mercado, e seu crescimento desafia as redes hoteleiras tradicionais. Hoje, a empresa oferece mais de 4,5 milhões de lugares para hospedagem em mais de 80 mil cidades, sem ser dona de nenhum deles, com tamanhos, serviços, preços e condições variados que facilitam a cada cliente encontrar a opção de acordo com seu gosto. O Airbnb não está ameaçando a hotelaria, a disponibilidade limitada e as opções de preço sim.

Todos estes exemplos ilustram competidores dos mesmos setores — entretenimento, transporte e hospedagem, respectivamente – com modelos de negócios completamente diferentes. São as formas como criam, entregam e capturam valor que fazem toda a diferença, que definem o vencedor. E mesmo que não estabeleça o vencedor, indicam a melhor forma de se entregar uma proposta de valor aos clientes, melhorando, inclusive, o desempenho do negócio.

Um exemplo disso é a Nespresso, que consegue trabalhar, através de um modelo de negócio sofisticado, a proposta de valor para um commodity. Com isso, uma simples saca de café que custa, aproximadamente, R$ 7,00/Kg chega a valer R$ 500,00/Kg para o cliente, que ainda compra muito satisfeito por uma série de valores – tangíveis e intangíveis – que ele reconhece.

Modelos de negócio são totalmente dinâmicos, reinventando um modelo tradicional e o atualizando para um contexto diferente, ou inventando algo totalmente novo. São fórmulas que transformam os recursos, as atividades, e a gestão destes, em uma proposta de valor capaz de gerar receitas e lucros. Costumam ser o passo anterior ao plano de negócios, são mais simples e mais rápidos de entender.

E aí? Já tem seu modelo de negócio? Não perca a oportunidade de potencializar sua atuação entendendo, de fato, suas forças e necessidades! Venha com a gente no curso de Canvas: Business Model que vai rolar no GUAJA, no dia 9 de fevereiro. Fique por dentro e faça sua inscrição aqui.

Autor
Fundador da Make it - Estratégia, Marketing e Inovação, tem mais de 15 anos de experiência na condução de Planejamentos Estratégicos e seus desdobramentos em empresas de grande porte, como USIMINAS, VALE e FIAT. Atua na conceituação e no desenvolvimento de produtos, serviços e novos negócios, trabalhando a Inovação de Valor a partir de pesquisas de mercado, estudos de inteligência de mercado e inteligência competitiva. Realizou a gestão de vários projetos na área de inovação com equipes multidisciplinares, promovendo treinamentos e workshops e lançando mão de um vasto repertório de metodologias. Atualmente, cursa o Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica da UFMG com previsão de conclusão em 2019, é especialista em Gestão com ênfase em Marketing & Estratégia pela Fundação Dom Cabral, e possui Aperfeiçoamento em Gestão de Projetos pelo IETEC e em Controladoria & Finanças pela UFMG. É graduado em Engenharia de Controle & Automação pela UFMG. Pai de gêmeos, casado com uma psicóloga, filho de uma psicóloga e genro de uma psicóloga, gosta de pensar e explorar o futuro.

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se