Líderes exponenciais: mágicos ou humanos libertos?

 

Receba artigos sobre negócios semanalmente em sua caixa de entrada!

×

Unir negócios com propósito, usar tecnologia para acelerar o crescimento, criar impacto social, engajar pessoas em projetos que tem como principal ambição solucionar os problemas da população.

Um novo e importante personagem no mundo do trabalho se destaca: o líder disruptivo. Com pensamento exponencial, ele coloca negócios a serviço da sociedade e trabalha para diminuir os desafios de sustentabilidade globais. O mundo já comprou essa ideia. Pensar em negócios hoje significa entender a relevância da empresa no mundo.

Os novos CEOs abrem mão de si mesmos e do jogo de vaidades do mundo corporativo para colocar seu foco em projetos que criam um futuro abundante para milhares de pessoas. Confrontam o status quo e tudo que conhecemos nas agora obsoletas escolas de administração.

O livro Lean Startup, de Eric Ries, deixa mais claro o novo jeito de pensar dos negócios , que inspira as startups em todo canto. Startups não são apenas empresas ligadas à tecnologia como muitos imaginam, e sim às empresas do futuro sendo iniciadas agora. Há start ups em por todos os lados, e “start” significa dar início, começar ou, neste caso, talvez recomeçar.

O termo inovação já se torna limitado, e palavras como transformação dos negócios ganham cada vez mais espaço. O mercado global está se reinventando rapidamente. Os líderes do futuro tem modelo mental expandido, pensamento criativo, paixão por novas idéias e ambições poderosas. São conscientes de seu papel no mundo, éticos e inconformados com a situação precária do mundo. Assumem papéis decisivos na era digital e pós digital.

Estes profissionais não têm desejos comuns de poder, status e glamour. Mergulham em aventuras que parecem absurdas, com o objetivo de criar um futuro melhor para bilhões de pessoas através dos seus negócios. Sabem que podem influenciar o movimento de construção de um novo mundo, e o fazem em 100% do seu tempo. Pensam de forma abundante, compartilham, convidam outras pessoas para crescer, abrem redes, unem-se a concorrentes e conectam pontos até então impensados pelo mercado tradicional.

São visionários, têm visões sobre como o futuro poderia ser, abraçam a tecnologia, dão vida às idéias malucas que podem diminuir a dor social e as questões mais críticas. Líderes Exponenciais não se preocupam em ser referência apenas, nem vivem para agradar pessoas importantes ou acumular riquezas. Desejam ser relevantes para sua espécie e para o planeta, e por consequência, vivem de forma próspera e rica. São os novos bilionários do mundo.

Líderes disruptivos não esperam, fazem acontecer sem usar as desculpas tradicionais de falta de tempo, de recurso ou de possibilidades. São pessoas que criam as oportunidades e criam o mundo que desejam para si mesmos e para seus descendentes. A mente transcende as ideias tradicionais. Normalmente estes líderes praticam yoga, meditação, tem alta qualidade de vida, alimentam-se primorosamente bem e passam boa parte do tempo em Mindfullness (estado desperto da consciência).

Os novos influenciadores não se tornam reféns de metas, de acionistas apressados, de pressão por resultado. São pessoas com tempo para criar, conectar, refletir, aprender, engajar e, a cada movimento, contagiam mais gente.

Apresentam hipóteses impossíveis, são íntimos das novas tecnologias, exercitam o “e se” o tempo todo. Imaginam um futuro melhor e adotam formas ousadas de criá-lo. Usam suas habilidades naturais como a criatividade, a ousadia, a colaboração, e recrutam um jeito de ser especial, que tem alto compromisso com a ética e pré-disposição para romper os padrões idealizados até agora. São ainda pró ativos, tem fortes convicções, aliam-se a grupos, insistem em suas ideias mesmo quando outros dizem que não vai dar certo.

Você deve estar se perguntando: são mágicos? Não, são apenas seres humanos libertos das amarras e crenças que nos colonizaram até agora. São pessoas que pagam para ver como seria viver e trabalhar de forma mais plena. E por serem libertos, conseguem se transformar naquilo que todos nós tentamos ser na maior parte do tempo: um exemplo para o mundo.

Líderes Exponenciais mudam a história e deixam um legado inquestionável por onde passam. Qual é o legado da sua liderança e como você sobreviverá competindo com este novo e avançado influenciador estratégico? É tempo de reinventar profunda e rapidamente a missão da liderança.

Autor
Futurista, humanista facilitadora de educação corporativa, CEO da W Futurismo e W Future School, partner do Projeto Millennium, expert em Desenvolvimento Humano e Gestão Estratégica de Mudança. Formada em Gestão de Pessoas e Competências pela FGV-SP e aluna da Singularity University, certificada como Professional Certified Coach pela ICF há 15 anos e empreendedora digital. Atuo em mudança de cultura e estratégias de inovação, facilito programas de liderança exponencial e participo ativamente dos ecossistemas de inovação e empreendedorismo do Brasil.

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se