Além do Rolê #5 — Manas no Rolê, presente!

 Foto: Camila Rocha/Estático Zero

Receba artigos sobre além do rolê semanalmente em sua caixa de entrada!

×

MANAS NO ROLÊ foi o tema que guiou o quinto encontro do Além do Rolê, nosso projeto que promove discussões sobre a cena cultural e de entretenimento de BH. Em tempos difíceis, reunimos cerca de 50 pessoas para falar sobre o protagonismo da mulher na produção de eventos: as histórias, desafios, portas abertas e fechadas.

Como vozes principais dessa roda, cinco incríveis mulheres e profissionais de diferentes áreas de atuação, idades e origens: Gabi Nas (DJ – BATEKOO BH), Fernanda Azevedo (produtora de eventos há 20 anos), Carou Araújo (musicista e produtora da Festa Transa), Paola Afrodite (professora e proprietária do Afrodite Studio de Dança) e Bella Stu (representante da Casa Tina Martins, Movimento Olga Benário e Bloco ClandesTinas) estiveram com a gente na última terça-feira e trouxeram contribuições riquíssimas.

Ao lado dela, nós: outras mulheres, homens, produtoras, jornalistas, músicas, admiradoras, pessoas a fim de trocar figurinhas e ideias que revolucionem a cena, a tornando cada vez mais feminina e feminista. Não é novidade que as experiências de cada indivíduo são marcadas por questões de gênero, e que as mulheres enfrentam vários obstáculos simplesmente por serem mulheres. Falta confiança, oportunidade, mercado. Sobra talento, força e união. Por isso, nossa intenção foi de sermos propositivos, no sentido de encontrar soluções e entender como podemos hackear esse sistema que tenta delimitar e diminuir o lugar da mulher.

Vivemos em um cenário onde o alcance das vozes é potencializado pelas redes sociais. Vozes de pessoas, empresas, movimentos. A diversidade é pauta latente na produção cultural: criar eventos que demonstram preocupação com a inclusão de mulheres, pessoas trans, negras e outras minorias, já não é mais um diferencial, mas uma necessidade e uma responsabilidade que será, sim, cobrada.

Criar redes de apoio, trocar contatos, indicar outras mulheres para o trabalho, fomentar o amor próprio, empoderar outras mulheres profissional e emocionalmente. Os encontros fortalecem as ações, as conexões inspiram novas ideias. As mulheres já estão ocupando lugares que são delas por direito e ganham cada vez mais força para dar seguimento a esse movimento.

Oração do Amor Próprio, por Paola Afrodite

A dançarina Paola Afrodite, que propõe às alunas o conhecimento corporal, empoderamento e auto estima por meio da dança, ao fim de cada aula, convoca a todas que entoem uma espécie de prece olhando pro espelho. Inevitavelmente, a oração foi reproduzida no nosso encontro: Mão direita no peito, braço esquerdo para o alto. Agora falem bem alto: “EU ME AMO, EU SOU MARAVILHOSA, EU SOU MUITO GOSTOSA E QUE AMANHÃ SEJA MELHOR QUE HOJE!”. AMÉM? AMÉM!!!

Foto: Camila Rocha/Estático Zero

Desses mantras para a gente repetir todos os dias na frente do espelho, ao acordar, ao dormir, ao se sentir sabotada.

GUAJA — no rolê e além dele

A série de painéis Além do Rolê se desdobrou a partir do GUAJAnoRolê, o guia cultural idealizado por Gabriel Prata que traz dicas dos mais variados eventos que movimentam a cena belo-horizontina. Estão nessa empreitada também a GoFree, plataforma de eventos que nos incentiva e acredita no poder das conexões, a Julia Abrahão, representante da Baer-Mate em BH, e a equipe de Comunicação do GUAJA.

Expandir as fronteiras do guia foi uma iniciativa essencial, que naturalmente atende a sua proposta de pautar questões relativas à cena cultural de BH. Nada mais coerente do que abrir e ampliar essa discussão, certo? Esse foi o quinto encontro, mais um em que saímos com a cabeça fervilhando. Os outros painéis foram: por que as coisas custam o que custam? alô, produção! , fora do eixo? e cena da música independente.

Muita água ainda vai rolar, e o próximo Além já tem tema: “CARNAVAL: para onde vamos?”! Aguarde mais infos.

 

Autor
A paixão pela palavra escrita, falada ou não-dita fez de mim jornalista e publicitária pela UFMG. Sou uma das mentes criativas do time de Comunicação do GUAJA: aqui dou vida às ideias, nomes às coisas e cores às palavras. Quer contar uma história ou dar play em um novo projeto? Me chama que eu vou. Da produção cultural ao conteúdo digital, me redescubro nos encontros, e nos desencontros me reinvento. Sempre além.

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se
Você vai gostar

procurando um serviço de impressão?

a Futura Express também está no GUAJA! Nossos novos parceiros oferecem entrega grátis todos os dias no GUAJA. conhecer a Futura Express