Autor
Sarah Kubitschek

"I am a lot sillier than I look. I’m unable to keep my mouth shut and so, as a result, am the content editor of GUAJA." (Meredith Talusan, editor senior da 'them') – Sou Arquiteta e Urbanista pela UFMG com formação complementada no Politécnico de Milão, gerente de conteúdo do GUAJA, e apaixonada por pessoas verdadeiramente obcecadas e constantemente curiosas pelo que fazem.

artigos de Sarah Kubitschek

20 novembro — diversidade
O que seria do mundo sem as coisas que não existem?

por

Este texto é destinado a um(a) leitor(a) que, por ventura, se põe diante de questões que permeiam sua vida no momento contemporâneo, em termos objetivos mas, especialmente, subjetivos.

5 min

9 março — arquitetura + cidade + diversidade
BH precisa de metrô?

por

Uma conversa sobre mobilidade urbana e como nossos meios de deslocamento pela cidade estão conectados aos espaços públicos, de cotidiano, de lazer e de ócio. Quais são as opções de deslocamento pela cidade? O que os meios que você escolhe para ir e vir dizem sobre sua relação com os espaços e as pessoas? De que forma poderíamos ir além?

4 min

29 janeiro — arquitetura + cidade + cultura + diversidade
Onde você vai morar em 2050?

por

“Bem vindo ao ano de 2050. Bem vindo à minha cidade, ou eu devo dizer, à nossa cidade? Eu não possuo nada. Eu não tenho carro, não tenho casa, não tenho nenhum utensílio, roupa ou sequer privacidade. E viver nunca foi tão bom.” Num mundo onde a experiência supera a posse e o consumismo, como será a cidade do futuro?

10 min

29 dezembro — amor + diversidade
Di mattina presto

por

Será que ela acorda cedo com a luz do dia? Ou bloqueia qualquer entrada de sol e detesta quando o despertador toca? Será que ela se perde vendo as notificacões no celular? Ou vai direto pro banho? Será que ela precisa de muito café? Ou prefere frutas com granola e iogurte?

4 min

22 dezembro — comida + cultura + diversidade
Jantar comum

por

Você sabe quem, além de Jesus Cristo, também comemora aniversário neste fim de ano? A Sociedade do Espetáculo, obra em que, há 50 anos, Guy Debord constatou uma inversão concreta da vida, um movimento autônomo do não-vivo — de que as coisas parecem ter ganhado vida e as pessoas parecem ter virado coisas.

6 min

cursos de Sarah Kubitschek