Esqueça o modelo tradicional de vendas: construa valor através do SPIN Selling

 

Receba artigos sobre negócios semanalmente em sua caixa de entrada!

×

Neil Rackham já não acreditava mais nos modelos tradicionais de vendas, principalmente em vendas de alto valor. Praticamente todos os livros existentes que tratam de vendas foram desenvolvidos e baseados em estratégias de vendas de baixo valor e com defasagem de décadas.

Inquieto e não conformado com este gap, Rackham e seu time da Huthwaite realizaram uma pesquisa inédita, analisando mais de 35 mil visitas de vendas em um período de 12 anos, com investimento na casa dos US$ 30 milhões. Mais de 10 mil vendedores em 23 países concordaram em deixar os pesquisadores viajarem com eles e observá-los em ação durante as visitas de vendas.

É importante reforçar que o método SPIN Selling tem a sua base metodológica em vendas maiores, de alto valor agregado e geralmente com ciclos de medio à longo prazo. 

Em vendas de menor valor, é relativamente mais fácil separar o vendedor do produto/serviço. Porém, quanto mais aumenta o valor de uma transação, mais difícil fica separar o vendedor do produto/serviço. O Social Selling está ai para nos provar isto, as pessoas compram de pessoas, não podemos deixar de citar o H2H (Human-to-Human).

Decisões maiores e de compra comparada incluem envolvimento, engajamento e relacionamento contínuo com o cliente. Elas exigem um estilo de venda mais consultiva e diferenciada. Em uma venda de maior valor, produto/serviço e vendedor são quase que indissociáveis.

Decisões maiores são mais públicas — no segmento B2B (Business-to-Business) – chega à envolver de 5 a 7 pessoas, o que torna a deliberação mais visível e arriscada, muitas vezes com o cargo em situação temerária. Por isto o teu cliente têm muito mais cuidado – e morosidade – quando a decisão cresce. Se ele zela pelo emprego, certamente irá mitigar possibilidades de uma compra mal-sucedida.

No próximo artigo irei abordar os 4 estágios de uma visita de vendas, até mesmo para entendermos que vendas de maior valor são diferentes que vendas de menor valor, em termos de comportamento do consumidor. Exige-se habilidades e técnicas específicas. Contanto, o processo é praticamente o mesmo:

  • Abertura.
  • Investigação.
  • Demonstração de Capacidade.
  • Obtenção de Compromisso.

A SEQUÊNCIA SPIN

Durante a pesquisa com a sua equipe da Huthwaite, Neil Rackham descobriu que perguntas bem-sucedidas tendem a seguir uma sequência de acrônimo SPIN, que são basicamente 4 perguntas:

1- Perguntas de Situação:

No início da visita, bons vendedores tendem a fazer perguntas que reúnem dados sobre fatos e antecedentes. Perguntas de Situação do tipo: “ Você espera crescer quanto neste ano?”

Mas cuidado! Apesar de serem fundamentais, Perguntas de Situação em excesso podem causar desconforto e irritar o comprador, o que seria o insucesso por queimar a largada. Então fica a dica! Utilize com moderação.

CALMA! Esse artigo do Bruno continua aqui, vem ler!

Ah, na próxima semana ele ministra um curso de LinkedIn para Negócios no GUAJA, e é a oportunidade perfeita para você explorar a maior rede profissional do mundo. Partiu?

Autor
Co-founder da RH Tech e Founder da Fast Lean.Co; Professor e Mentor de Startups; Diretor na SUCESU Minas da VP de Startups e Empreendedorismo; Agente de Transformação Digital e Inovação. Bruno é, hoje, uma referência nacional em Social Selling e palestrante em grandes eventos pelo Brasil (Encontro Locaweb, Digibound, FT18 e Share Talks). Já treinou e capacitou diversos profissionais de empresas pelo Brasil, como Localiza, Solides, FIEMG, Prudential, dentre outras.

Share the love.

Se este artigo te fez lembrar de alguém, mostra pra elx!

Para comentar você deve ter uma conta—só leva um minuto:

fazer login ou registrar-se